2025: 59% dos portugueses poderão fazer compras online

Até 2025, 59% dos portugueses poderão fazer compras online. Esta é a expectativa da ACEPI revelada na última edição do Estudo da Economia Digital em Portugal, desenvolvido pela instituição em parceria com a IDC.

Segundo o mesmo documento, em 2017, as compras online, em Portugal, atingiram os 4,6 milhões de euros, só no mercado B2C, e a expectativa para o novo ano é de crescimento. O número de portugueses que fizeram compras online no ano passado alcançou os 36%, subindo significativamente desde os 13% registados em 2009.

A diversidade e qualidade da oferta e a maior familiaridade com a tecnologia estão entre os fatores que contribuíram para que 2017 tenha sido um novo ano de crescimento do comércio eletrónico em Portugal.

Até 2025, a expectativa é que o número venha a crescer para os 59%, com o volume de vendas a subir para os 8,9 mil milhões de euros, quase o dobro do valor de 2017 e cerca de cinco vezes acima do que tinha sido apurado em 2009, quando esta análise começou a ser feita, refere a ACEPI.

A percentagem de portugueses que já utiliza a internet é de 73%, e poderá subir para os 91% até 2025, reduzindo drasticamente o chamado fosso digital. Mas nas empresas continua a existir um atraso significativo. Em 2016 apenas 27% das empresas portuguesas fizeram compras online.

“Vivemos um momento crucial de viragem, onde empresas portuguesas têm no comércio eletrónico uma excelente oportunidade para endereçarem mais facilmente um mercado de proporções incomparáveis, que poderá alterar de forma decisiva o equilíbrio da balança comercial digital a favor de Portugal”, afirma Alexandre Nilo Fonseca, presidente da ACEPI.

2025: 59% dos portugueses poderão fazer compras online