Mensagem do Presidente

Ambição, resiliência, reflexão e responsabilidade. Quatro tópicos fundamentais para quatro anos de mandato. Ambição, pois queremos prosseguir e aprofundar o trabalho da anterior Direção. Resiliência, pois a experiência ganha nos anos da “troika” tornou-nos mais confiantes na capacidade de adaptação do setor dos serviços. Reflexão, pois queremos estar sempre preparados para intervir no espaço público com ideias consistentes e projetos concretos. Responsabilidade, pois queremos ser um parceiro social responsável.

O que pretendemos – e aproveitando para agradecer as palavras de incentivo do meu antecessor – é consolidar um caminho iniciado pela primeira Direção da CSP e mobilizar todos os nossos parceiros interlocutores para a dinamização económica, a retoma do investimento e a criação de emprego.

Como representante de setores vitais para a modernização e eficiência da economia portuguesa, a CSP quer assumir-se como um parceiro social cuja voz seja reconhecida na análise e discussão das políticas públicas indispensáveis ao desenvolvimento económico e social do nosso País e com reflexos inevitáveis no seu tecido empresarial.

Aumentar a produtividade, pugnar pela redução da carga fiscal, reduzir os custos de contexto, incentivar o investimento, promover o emprego e cultivar o crescimento sustentável são os principais desígnios da nova Direção da CSP que tenho a honra de liderar. Entendemos que os setores que defendemos não estão na atualidade devidamente representados em sede de concertação social. Queremos mudar esta situação e assumir com toda a clareza a nossa ambição de estarmos presentes em todos os fora públicos ou privados onde se debatam políticas estruturantes para a economia do País.

Sabemos que o caminho não é fácil. Mas, com o empenho e a dedicação dos atuais e novos Associados, que, certamente, afluirão, acredito que temos condições para concretizar os objetivos deste mandato. As nossas ´credenciais´ falam por nós: a CSP representa já hoje setores da economia capazes de gerar mais de 20% do PIB, envolvendo cerca de 220 mil empregos diretos; e os seus Associados são responsáveis pela cobrança de cerca de 1/3 da receita global de IVA, representando igualmente uma fatia significativa na capitalização bolsista no nosso mercado de capitais.

Com estes atributos e o entusiasmo que nos anima, acredito que o sucesso será meramente uma questão de tempo.

Jorge Jordão, presidente da CSP

Mensagem do Presidente